0152 – Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos de medição (para PC Windows - versão download - 1 download – 2 licenças) - Pró-Fono



















0152 – Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos de medição (para PC Windows - versão download - 1 download – 2 licenças) | Cód: 0152


Aplicativo (PC Windows – 1 download por e-mail – 2 licenças). Idealização: Dra. Débora Martins Cattoni. Realização: Pró-Fono. Categoria: Educacional. Requisito: compatível para PC com Windows. Lançamento: 2016.

por R$35,00



Título: Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos de medição (para PC Windows - versão download - 1 download – 2 licenças).
Idealização: Dra. Débora Martins Cattoni.
Realização:
Pró-Fono.
Programação:
Celso Wo.
Assistente de Produção: Fernanda Mabe.
Requisito: compatível para PC com Sistema Operacional Windows 7 ou Superior.
L
ançamento: 2016.

Aplicativo (Download direto na Loja Virtual da Pró-Fono).

Introdução

 

A avaliação quantitativa da morfologia orofacial é um importante aspecto para o estabelecimento do diagnóstico em Motricidade Orofacial. Os conhecimentos advindos da Antropometria, ciência que estuda as medidas de tamanho, peso e proporções do corpo humano, embasam a mensuração das estruturas orofaciais e fornecem dados objetivos e facilmente reproduzíveis, aumentando o rigor do diagnóstico e posteriores avaliações. É relevante apontar que o uso do paquímetro necessita de uma padronização quanto aos procedimentos, pontos e medidas utilizados, para que se obtenha uma análise facial precisa. Utilizando-se de técnicas da Antropometria, e seus respectivos instrumentos, o exame clínico da morfologia orofacial pode ser documentado com maior exatidão.

Descrição Detalhada do Aplicativo

           

O aplicativo “Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos para medição”, idealizado pela Dra. Débora Martins Cattoni e realizado pela Pró-Fono, é composto por vídeos explicativos e práticos sobre:

 

O paquímetro:

 

. descrição;

. calibração;

. higienização.

 

Procedimentos para obtenção das medidas antropométricas orofaciais:

 

. posicionamento do paciente;

. pontos antropométricos utilizados e medidas orofaciais;

. comentários sobre prognóstico;

. cálculo das proporções orofaciais.

 

Além disso, o aplicativo “Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos para medição” disponibiliza:

 

 

1. Protocolo de Coleta de Dados: onde as proporções orofaciais são calculadas, podendo, posteriormente, ser impresso.

 

2. Dissertação de Mestrado da idealizadora, na íntegra: Exame Fonoaudiológico: medidas faciais em crianças leucodermas sem queixas fonoaudiológicas (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 2003).

 

3. Tese de Doutorado da idealizadora, na íntegra: Medidas e Proporções Orofaciais de Crianças Respiradoras Orais (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 2006).

 

Finalidade

           

O aplicativo “Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos para medição” tem como objetivo direcionar o usuário, clínico e/ou pesquisador, passo a passo, quanto à execução das etapas da avaliação das medidas antropométricas orofaciais, ilustrando os procedimentos, de forma objetiva. Além disso, o Aplicativo aborda conhecimentos sobre Antropometria, embasando a prática clínica e contribuindo para a avaliação em Motricidade Orofacial.

 

Indicações

           

O aplicativo “Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos para medição” é indicado aos profissionais que desejam conhecer, estudar e aprofundar os conhecimentos sobre Antropometria Orofacial e visualizar, de forma prática, os procedimentos clínicos envolvidos nessa área.

 

Instruções de Uso

 

O aplicativo “Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos para medição” pode ser utilizado de duas formas: o usuário pode assistir ao vídeo completo, onde todos os assuntos relacionados com a avaliação da Antropometria Orofacial são abordados de forma contínua e sequencial, bem como assistir partes do vídeo, que foram didaticamente organizadas, para acesso mais rápido e direto, de acordo com o interesse do usuário.

 

Restrições de Uso

 

O aplicativo “Medidas Antropométricas Orofaciais: procedimentos para medição” pode ser utilizado pelo usuário sem restrições. Os procedimentos apresentados não são invasivos, nem envolvem risco para os pacientes/indivíduos a serem avaliados.

 

Precauções

 

Cuidados devem ser tomados na execução das medidas antropométricas em crianças menores de seis anos e/ou em pacientes/indivíduos com alterações neurológicas e/ou déficits do desenvolvimento cognitivo, uma vez que dificuldades na obtenção das medidas antropométricas podem surgir. Cada situação deve ser avaliada pelo clínico e/ou pesquisador, de acordo com o quadro apresentado. Algumas precauções são relatadas durante o procedimento de obtenção das medidas antropométricas, como não pressionar as hastes do paquímetro contra a pele, posicionar o paciente adequadamente e solicitar para que ele permaneça com a cabeça imóvel, entre outras.

 

Sobre a Idealizadora

 

Dra. Débora Martins Cattoni, Fonoaudióloga Clínica (CRFa 2: 7622/SP), com Graduação, Mestrado e Doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Especialista em Motricidade Orofacial pelo CFFa, Professora de Cursos de Especialização e Aprimoramento em Motricidade Orofacial (CEFAC – Saúde e Educação), Autora de inúmeros artigos científicos e Parecerista de Revistas Científicas Nacionais, é pioneira nos estudos que interrelacionam a Antropometria e a Fonoaudiologia e grande incentivadora de pesquisas na área. Desde 2000 vem se dedicando ao estudo sobre as medidas antropométricas orofaciais e divulgando o uso do paquímetro como instrumento clínico importante para complementação da avaliação da Motricidade Orofacial.

 

Bibliografia Consultada

 

CATTONI, DM. O uso do paquímetro na avaliação da morfologia orofacial. Rev Soc Bras Fonoaudiol 2006. v. 11, n. 1, p. 52-8.

 

CATTONI, DM. O uso do paquímetro na motricidade orofacial: procedimentos de avaliação. Barueri: Pró-fono, 2006. 44p.

 

CATTONI, DM. Antropometria aplicada à motricidade orofacial. In: Tessitore A, Marchesan IQ, Justino H, Berretin-Felix G (organizadores). Práticas clínicas em motricidade orofacial. Pinhais: Editora Melo, 2014. p. 13-22.

 

CATTONI, DM. Evaluación antropométrica em motricidade orofacial. In: SUSANIBAR F, et al. Tratado de evalución de motricidad orofacial y áreas afines. Madrid: EOS, 2014. p. 125-38.

 

CATTONI, DM; FERNANDES, FDM. Medidas e proporções faciais em crianças: contribuições para avaliação miofuncional orofacial. Pró-fono, 2004. v. 16, n. 1, p. 7-18.

 

CATTONI, DM; FERNANDES, FDM. Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista. Rev Dental Press Ortodon Ortop Facial 2005. v. 10, n. 1, p. 117-21.

 

CATTONI, DM; FERNANDES, FDM. Medidas antropométricas orofaciais de crianças paulistanas e norte-americanas: estudo comparativo. Pró-Fono. 2009. v. 21, n. 1, p. 25-30.

 

CATTONI, DM et al. Medidas antropométricas faciais em crianças segundo períodos da dentição mista. Rev Cefac, 2003. v. 5, n. 1, p. 21-9.

 

CATTONI, DM et al. Estudo sobre as medidas faciais em crianças: correlações com alteração de mordida e uso de aparelho ortodôntico. Rev Soc Bras Fonoaudiol 2005. v. 10, n. 1, p. 1-6.

 

CATTONI, DM et al. Medidas e proporções antropométricas orofaciais de crianças respiradoras orais. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2008. v. 13, n. 2, p. 119 - 26.

 

CATTONI, DM et al. Quantitative evaluation of the orofacial morphology: anthropometric measurements in healthy and mouth-breathing children. Int J Orofac Myology. 2009. v. 35, p. 44-54.

 

DAENECKE, S; BIANCHINI, EMG; SILVA, APBV. Medidas antropométricas de comprimento de lábio superior e filtro. Pró-Fono R. Atual. Cient. Set. 2006. v.18, n. 3, p. 249-58.

 

FARKAS, LG. Examination. In: Farkas LG, organizador. Anthropometry of the head and face. 2. ed. New York: Raven Press. 1994. p. 3-56.

 

FERNANDES, CG et al. Biossegurança aplicada à motricidade orofacial. In: Rahal A, Motta AR, Fernandes CG, Cunha DA, Migliorucci RR, Berretin-Felix G (organizadores). Manual de motricidade orofacial. São José dos Campos: Pulso. 2014. p. 63-9.

 

GUEDES, SPC; TEIXEIRA, BV; CATTONI, DM. Medidas orofaciais em adolescentes do estado do Rio de Janeiro segundo a tipologia facial. Rev CEFAC. 2010. v. 12, n. 1, p. 68-74.

 

MARCHESAN IQ, BERRETIN-FELIX G, GENARO KF. MBGR – Protocolo de avaliação em motricidade orofacial com escores. In: TESSITORE A, et al.Práticas clínicas em motricidade orofacial. Pinhais: Editora Melo, 2014. p. 97-116.

 

PARRO, FM et al. Diferenças antropométricas entre mulheres brancas e negras após crescimento puberal. Rev Cefac. Out. 2005. v. 7, n, 4, p. 459-65.

 

RAMIRES, RR. Correlação entre cefalometria e antropometria para determinação do tipo facial (Dissertação). São Paulo, (SP): PUC-SP, 2008.

 

RAMIRES, RR et al. Medidas faciais antropométricas de adultos segundo tipo facial e sexo. Rev CEFAC, 2011. v. 13, n. 2, p. 245-52.

 

RAMIRES, RR et al. Proposta para determinação do tipo facial a partir da antropometria. J Soc Bras Fonoaudiol. 2011. v. 23, n. 3, p. 195-200.

 

RODRIGUES, FV et al. Variabilidade na mensuração das medidas orofaciais. Rev. Soc. Bras. Fonoaudiol. 2008. v. 13, n. 4, p. 332-7.

 

SILVA, HJ; ALBUQUERQUE, LCA; CUNHA, DA. Exames instrumentais apliados às funções orofaciais. In: Marchesan IQ, Silva HJ, Tomé MC. Tratado das especialidades em fonoaudiologia. São Paulo: Guanabara Koogan. 2014. p. 302-313.


Até o momento, nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro clicando aqui






Copyright © 2011 Pró-Fono - Todos os Direitos Reservados. As imagens dos produtos contidos no site são meramente ilustrativas.    Desenvolvido por King of Web.